(84) 99605-4179

‘Amor ou o Litrão’ foi escrita em 10 minutos, gravada após viagem de 4 dias e levou bregadeira ao nº1

“Amor ou o litrão”, música mais ouvida em streaming no Brasil nos últimos dias e maior aposta de hit do verão até agora, é resultado de uma viagem de ida e volta da Bahia a SP. A jornada foi embalada por um ritmo em ascensão: a bregadeira.

João Paulo Oliveira Nascimento tinha oito anos quando saiu de Tucano (BA), a 226 km de Salvador. “Eu era muito malino (travesso). Minha mãe falava com meu pai: ‘Vem buscar que ele está aprontando demais’. Aí ele me trouxe para São Paulo”, lembra ao G1.

Neste meio tempo, João aprendeu a tocar teclado, incentivado pelo pai. “Eu tinha 13 anos e minha irmã cantava forró numa banda. Um rapaz saiu e meu pai falou que eu tinha três dias para aprender tudo e fazer um show. Ali começou”, conta.

Entre um show e outro, ele trabalhou e largou o emprego numa marcenaria. Há dois anos, resolveu arriscar e se dedicar 100% à música. João adotou o nome artístico Petter Ferraz e virou cantor de forró e produtor de funk na produtora KMais, na Zona Sul de São Paulo.

Aos 25 anos, em 2020, ele embarcou em uma viagem no sentido oposto: de São Paulo ao sertão da Bahia, dessa vez para Antônio Cardoso, a 94 km de Salvador.

O objetivo de Petter na viagem era gravar uma música com um jovem de 14 anos que viralizou no Instagram. O Menor Nico virou fenômeno ao cantar e dançar de um jeito engraçado a música “Litrão”, sucesso na voz de grupos de forró como Unha Pintada e dos sertanejos Matheus e Kauan.

“Peguei o vídeo do Nico na internet e produzi ‘Litrão Remix’.” A brincadeira foi bem nas redes e ele teve uma ideia: gravar outra música, desta vez original, com a voz de Nico. “Liguei para o empresário dele e a gente marcou de viajar pra Bahia.”

“Amor ou o litrão” foi encomendada por Petter a um amigo, Ezequias Rocha Gomes, autor de hits como “Olha a explosão”, de Kevinho.

A entrega foi expressa. “Eu sento, vou juntando as palavras e, no final, vem um refrão. Foi coisa de Deus essa música”, diz o MC EZ sobre a faixa para Petter e Nico. Ele diz que “Amor ou o litrão” não foi inspirada em “Litrão”, mesmo com o tema semelhante e o remix anterior de Petter.

“O carro quebrou na estrada. Ficamos dois dias numa cidade de Minas Gerais esperando a peça chegar. Não chegou. Teve que acionar o guincho para ir para Feira de Santana (BA), e só lá a gente conseguiu arrumar.” Foram quatro dias até chegar de SP à casa de Nico, diz Petter.

“Levei duas caixinhas de som e notebook. Chegando lá, entramos na casinha, no quartinho do Nico em Antônio Cardoso. Aí gravei a voz dele e fiz uma versão para a gente poder gravar o clipe. Quando cheguei em SP eu editei a voz dele e finalizei”, conta.

Fonte: G1