João Gomes estreia no Rock in Rio e diz não ter medo de levar papel higiênico de roqueiros

Foto: Reprodução

“Eu fui pego de surpresa. Estava numa festa, aí meu amigo que trabalha comigo falou: ‘Você vai estar no Rock in Rio’. E aí eu falei: ‘Na moral, você está muito bêbado para falar uma coisa dessa’. E continuei a curtir a festa”.

João Gomes tinha dois motivos para duvidar do amigo. Um é histórico: o Rock in Rio nunca teve um cantor de piseiro, o subgênero do forro no teclado. O festival não costuma chamar artistas destes estilos populares como forró eletrônico e sertanejo.

O outro motivo era etílico: “Naquela festa estava todo mundo bebendo, mas na hora eu pensei: ‘Como ele fica bêbado desse tanto pra falar uma coisa dessa de Rock in Rio? Hoje ele vai dar trabalho.'”

O que deu trabalho mesmo foi que a notícia era verdadeira: “No dia seguinte, eu acordei, e meu produtor geral estava começando a organizar as coisas, pedindo os crachás do Rock in Rio.”

“Eita, que negócio da febre foi esse que eu me meti, que problemão. Meu irmão, e agora? A gente foi pensando numa maneira de entregar. Eu não tenho muita noção de como a galera vai aceitar, se vai aceitar. Mas vamos mostrar a raiz do nosso trabalho”, ele promete.

O show de João Gomes vai acontecer na tenda promocional do Itaú, no domingo (4).

“Quando comecei a receber mensagens de gente que vai estar lá, fiquei felizão. Fico satisfeito de estar representando o piseiro, saber que o estilo está chegando em lugares assim. “

96 FM

Postado em 2 de setembro de 2022